• Econ360

Pix do Banco Central: o que são as chaves e como cadastrá-las

Atualizado: 19 de nov. de 2020

O Pix do Banco Central tem previsão de lançamento para novembro, porém, as chaves estão sendo cadastradas desde 5 de outubro. Com o novo método de pagamento, as transferências acontecerão em segundos, sem taxas para pessoa física e com taxas mínimas para pessoa jurídica.


As chaves são parte importante da novidade, pois funcionarão como os endereços das contas. Cada pessoa poderá ter até cinco por conta, ou vinte, no caso de pessoa jurídica. O cadastro das chaves não é obrigatório, mas elas tornam o processo mais rápido e prático, por isso é altamente recomendado.

Cadastramento de chaves do Pix do Banco Central. | Foto: Angelica Reyes/Unplash.
Cadastramento de chaves do Pix do Banco Central. | Foto: Angelica Reyes/Unplash.

Quer entender melhor sobre as chaves do Pix, além de aprender como cadastrar as suas? Continue a leitura!


Como funcionam as chaves do Pix?


As chaves do Pix funcionarão como endereços para suas contas, por isso, a mesma chave não pode ser cadastrada em mais de um banco/conta. Então, você pode ter chaves cadastradas em múltiplos bancos, desde que, não ultrapasse o limite permitido de cinco ou vinte por conta, e não cadastre a mesma chave em contas diferentes.


Para receber transferências você só precisará passar a chave da conta na qual desejar receber a quantia. Então, a pessoa terá apenas que digitar esse código, escolher o valor e confirmar a operação, feito isso, você receberá o dinheiro em segundos.


Sendo assim, não é obrigatório cadastrar suas chaves para receber, ou fazer um Pix, mas isso torna o processo muito mais prático e seguro. Visto que a pessoa não precisará digitar todos seus dados para fazer uma transferência, e você não precisará fornecê-los.


Como cadastrar suas chaves?


Cadastrar as chaves do Pix é quase tão prático quanto usá-las. Basta acessar o aplicativo do seu banco, procurar pelo ícone do serviço e clicar para se cadastrar. O usuário poderá escolher entre seu e-mail, CPF, CNPJ (no caso de PJ), telefone, ou uma chave aleatória, gerada no momento do cadastro, caso não queira utilizar nenhum de seus dados pessoais para receber transferências.


Então, o banco deve enviar um código para seu telefone, ou e-mail, a fim de confirmar sua titularidade. O processo muda de banco para banco, mas, segundo o Banco Central, a confirmação não pode ser feita via chamada telefônica, nem link enviado por SMS ou e-mail.

A Econ360 já está realizando o pré-cadastro de chaves pelo site. Então, se quiser sair na frente com a gente, é só preencher o formulário e fazer o seu!

26 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo