• Econ360

Entenda como acontecerá a implementação do Open Banking no Brasil

Fruto de uma parceria entre o Conselho Monetário Nacional (CMN) e o Banco Central (Bacen), foi publicada no dia 4 de maio a Resolução conjunta Nº 1, que dispõe sobre a implementação do Open Banking no Brasil.


Open Banking
Open Banking. | Foto: Reprodução/Cantarino Brasileiro.

O Open Banking vem para transformar a forma como os bancos tratam os dados de seus clientes. O principal objetivo em sua implementação é fazer com que as pessoas tenham autoridade sobre suas informações, podendo escolher se querem, ou não, transferi-las para outros bancos, quando e onde quiserem.


Etapas da implementação do Open Banking no Brasil


No Brasil, o cronograma de estabelecimento do novo conceito foi mantido, apesar da Pandemia, e, de acordo com Otávio Damaso, diretor de regulação do Banco Central, será dividido em quatro etapas, que deverão ser realizadas até outubro de 2021.


De início, o compartilhamento será obrigatório apenas para as instituições financeiras dos segmentos S1 e S2. Mas as outras, autorizadas pelo BC a funcionar, também poderão participar, a seu critério.


Implementação do Open Banking no Brasil
Implementação do Open Banking no Brasil. | Foto: Reprodução/idblog.

Etapa 1


De acordo com o cronograma, a primeira etapa acontecerá até 30 de novembro deste ano. Até esta data, as instituições participantes deverão compartilhar dados sobre seus canais de atendimento, além de produtos e serviços. Estas informações deverão ser disponibilizadas para terceiros, de modo que possam consultá-las e compará-las.


Etapa 2


A segunda etapa, que deverá ser concluída até maio de 2021, se trata do compartilhamento dos dados financeiros e de cadastro dos clientes. Estas informações apenas serão divulgadas perante autorização do indivíduo.


Etapa 3


A terceira, com previsão de conclusão até agosto de 2021, consiste na interligação do sistema de pagamentos e transferências das instituições participantes. Também, habilita a iniciação de pagamentos por aplicativos de terceiros.


Etapas da implementação
Etapas da implementação. | Foto: Reprodução/blog superlógica.

Etapa 4


A última etapa se resume na expansão dos serviços. Devendo ser finalizada até outubro de 2021. Nesta etapa será realizada a inclusão de serviços como câmbio, seguros, investimentos e previdência complementar aberta. Onde os dados dos usuários, para estas operações, poderão ser acessados pelas outras instituições participantes.


Ainda existem diversas discussões a respeito da implementação do Open Banking no Brasil, porém, Damaso está otimista, de acordo com ele, “O Open Banking empodera o consumidor”. Segundo o Diretor, o conceito é uma porta de entrada para as fintechs “inovarem e criarem produtos e serviços melhores”.


E você, o que acha? Escreva nos comentários sua opinião sobre a implementação do Open Banking no Brasil.

38 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo