top of page

Econ – 6 dicas para ter controle sob o seu dinheiro


Adquirir controle financeiro é, com certeza, um desafio. Saber separar o essencial do desnecessário muitas vezes pode ser um problema, além de que o uso de cartões de crédito pode nos fazer perder o controle dos nossos gastos, principalmente quando o limite do cartão é maior que a nossa renda.


Por isso, eu e a Econ 360, preparamos um conteúdo com 6 dicas valiosas para quem deseja manter o seu dinheiro sob controle. Dá uma olhada!



econ renda fixa


Dica N.º 1: Conheça seus gastos


Antes de tomar qualquer decisão é necessário adquirir conhecimento sobre a situação, então a primeira coisa que você precisa saber é como está a sua atual situação financeira. Monte uma planilha com todas as suas dívidas, receitas e gastos recorrentes (água, luz, internet).


Desta maneira você poderá ter uma melhor visão de como está a sua atual situação financeira, e com estas informações você será capaz de tomar melhores decisões.


Lembre-se de manter esta planilha sempre atualizada, assim você sempre terá uma melhor visão dos seus gastos e receitas.



Dica N.º 2: Saiba dividir o essencial do supérfluo



Entender quais são seus gastos essenciais te permite saber o quanto do seu dinheiro deve estar sempre à disposição.


Gastos essenciais são tudo aquilo que você não pode deixar de ter, por exemplo:

  • Água

  • Luz

  • Telefone

  • Internet

  • Aluguel

  • Supermercado (apenas o essencial)

Separe tudo isso e você descobrirá qual é o seu custo de vida mensal, assim você vai saber qual é a quantia que não deve ser gasta com coisas supérfluas, seguindo isso você dificilmente irá passar por necessidades.


Faça o mesmo com seus gastos supérfluos, que podem ser:

  • Serviços de assinatura para entretenimento

  • Restaurantes e bares

  • Transporte

  • Roupas

  • Supermercado (produtos desnecessários)

Separando seus gastos você poderá ter uma melhor visão de como a sua renda está distribuída, podendo te ajudar a economizar dinheiro.



"A maioria das pessoas se interessa por ações quando todo mundo está. A hora de se interessar é quando ninguém mais está. Você não pode comprar o que é popular e fazer bem." - Warren Buffett, o maior investidor do mundo

Dica N.º 3: Foque no necessário, no hoje e no amanhã


É extremamente importante que você defina como você vai gastar o seu dinheiro logo no início de cada mês.

Qual a porcentagem que será utilizada para seus gastos essenciais e investimentos, o restante você terá a opção de usar como achar melhor.



"Aprender a controlar seu orçamento é o modo mais prático de cortar gastos e começar a investir ." - Douglas Gonçalves

Lembre-se que você não precisa manter estes números de maneira exata, 50% gastos essenciais, 30% investimentos e 20% gastos desnecessários. Cada pessoa possui uma situação diferente em sua vida, como filhos, casa própria, doenças entre outras coisas, podem mudar o que você chama de gastos essenciais, além disso o seu salário e outras receitas também vão moldar os seus gastos.



Dica N.º 4: Quite suas dívidas



Depois de organizar todas as informações sobre sua atual situação financeira, se esforce para quitar suas dívidas ou colocá-las sob seu controle. Sempre que for comprar algo pense se aquilo é realmente necessário para você, como aquilo vai agregar valor a sua vida, caso você perceba que é algo desnecessário evite comprar.


Pagar tudo à vista pode te ajudar a manter o controle de suas finanças, porém também irá esvaziar o seu caixa, caso você precise de dinheiro para alguma emergência você poderá passar por um aperto. Se você sentir que possui um bom controle de si mesmo com relação a suas contas, utilizar um cartão de crédito e parcelar algumas de suas compras pode se tornar algo muito benéfico, se souber usar da maneira correta.


"Jamais gaste seu dinheiro antes de você possuí-lo." - Thomas Jefferson

Antes de fazer uma compra parcelada no cartão de crédito garanta que você será capaz de pagar por ela, junte todo o dinheiro necessário para pagar por aquela compra à vista, porém ao invés de pagar tudo de uma vez só você irá parcelar a compra no cartão de crédito, após isso coloque o dinheiro que você vai utilizar para pagar a compra em uma aplicação que te renda juros e tenha liquidez diária, desta maneira o seu dinheiro estará rendendo diariamente, quando o dia de pagar a fatura chegar você resgata apenas a quantia necessária para pagar a parcela e mantém o resto aplicado.


Aplicações para ficar de olho:

  • LCI (Letra de Crédito Imobiliário), título de renda fixa isento de imposto de renda

  • LCA (Letra de Crédito do Agronegócio), título de renda fixa isento de imposto de renda

  • Fundo de Investimento de renda fixa pós-fixado de alta liquidez

  • LFT (Letra Financeira do Tesouro) título de renda fixa pós-fixado

Lembre-se que tanto a LCI quanto a LCA precisam ter liquidez diária, ou seja, podem ser resgatadas em qualquer dia útil, assim como o fundo de investimento precisar ser D+0 ou D+1, que quer dizer que quando o resgate for solicitado o dinheiro irá cair na sua conta no mesmo dia ou no dia seguinte.



Dica N.º 5: Tenha uma reserva de emergência


Todos nós estamos expostos a riscos, crises e emergências, não só pessoas comuns, mas também as empresas, sejam elas grandes ou pequenas. Acidentes, doenças, falta de renda e imprevistos podem mudar drasticamente nossa situação financeira de uma hora para outra, por este motivo é essencial que todas as pessoas e empresas tenham uma reserva de emergência, que deve ser capaz de sustentá-las durante ao menos seis meses.


A necessidade de uma reserva de emergência se provou durante a pandemia do Covid-19, onde várias empresas fecharam as portas por não conseguirem se sustentar sem renda durante um longo período, assim como muitas pessoas perderão seus empregos e por não possuírem uma reserva passarão por um grande aperto.


Uma reserva de emergência deve conter no mínimo uma quantia seis vezes maior que seu custo de vida mensal, assim como deve estar aplicada em ativos de alta liquidez e rendendo juros superiores à inflação diariamente.


Opções para manter sua reserva de emergência:

  • LCI (Letra de Crédito Imobiliário), título de renda fixa isento de imposto de renda

  • LCA (Letra de Crédito do Agronegócio), título de renda fixa isento de imposto de renda

  • Fundo de Investimento de renda fixa pós-fixado de alta liquidez

  • LFT (Letra Financeira do Tesouro) título de renda fixa pós-fixado

Muitos utilizam da poupança para montar sua reserva, porém esta pode não ser uma boa opção, pois a poupança rende apenas 70% da SELIC enquanto outras aplicações rendem 100% da SELIC ou mais, além de renderem diariamente, e não apenas do dia de aniversário como a poupança.


Manter a sua reserva de emergência rendendo acima da inflação é de grande importância, pois se isso não for feito você vai estar literalmente perdendo dinheiro e poder de compra sem nem perceber.



Dica N.º 6: Invista pensando no seu futuro


Todos os meses assim que receber o seu salário e outras receitas a primeira coisa que se deve fazer é investir, pois é esse dinheiro que está investido que vai te ajudar em momento de necessidade e no seu futuro vai permitir que você se aposente e viva de maneira mais tranquila.


Para montar a sua carteira de investimento, a primeira coisa que se deve fazer é montar sua reserva de emergência, após isso comece a investir pensando no longo prazo. Tenha em mente que curto prazo é um período de até 2 anos, médio prazo de 2 a 5 anos e longo prazo é acima de 5 anos.


Os ativos que irão compor a sua carteira podem ser muito variados, desde ativos de renda fixa e fundo de previdência até ações, FIIs, ETFs, BRDs entre outros, tudo vai depender do seu perfil de investidor, objetivo da carteira e prazo que você pretende manter o dinheiro aplicado.


Quando começamos a estudar sobre investimentos nos deparamos com alguns riscos do mercado financeiro, e acabamos sentindo medo de colocar nosso dinheiro em algo assim, porém mais arriscado que isso, é passar a vida inteira com uma única fonte de renda, esperando que apenas a aposentadoria do governo te sustente quando você mais vai precisar.



Ficou curioso? A gente entende!


Para aprender mais sobre este e outros assuntos relacionados ao mundo dos investimentos, cadastre-se no Ranking do Investidor e aprenda a investir do zero, sem colocar seu capital em risco!


Abraço, investidores!


- Douglas Vieira

0 visualização0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Σχόλια


bottom of page