top of page
  • Econ360

5 coisas que mudaram na gestão de empresas depois da tecnologia

A tecnologia transformou o mundo em diversos aspectos e com o âmbito empresarial não foi diferente. As inovações trouxeram mais agilidade e economia para as organizações, não é à toa que já se encontram presentes em todas as etapas do processo de produção, inclusive na gestão. Por isso, a seguir você irá aprender 5 coisas que mudaram na gestão de empresas depois da tecnologia.

5 coisas que mudaram na gestão de empresas depois da tecnologia
5 coisas que mudaram na gestão de empresas depois da tecnologia. | Foto: Pixabay.

Coisas que mudaram na gestão de empresas com a chegada da tecnologia


A gestão empresarial foi uma das áreas que mais sofreu mudanças com o passar dos anos, causadas principalmente pelos avanços tecnológicos. A tecnologia mudou, além do modo de gerir, as pessoas que trabalham com isso. Com o tempo os processos foram ganhando mais agilidade, produtividade, ficando mais baratos, exigindo mudanças comportamentais das partes envolvidas e atiçando a competitividade.


1. Agilidade


A agilidade talvez seja um dos ganhos mais óbvios. Antigamente os processos eram analógicos e as informações difíceis de serem acessadas, mas com a chegada da tecnologia tudo ficou mais rápido. Pois, ao invés de o colaborador buscar informações manualmente em diversos locais, as inovações tecnológicas passaram a realizar o serviço, com mais exatidão e em menos tempo.


Para ilustrar, o BI (Business Intelligence) é uma inovação que coleta, analisa e apresenta dados referentes aos gastos, ganhos e tudo que o colaborador possa precisar na hora de identificar um problema, solução ou oportunidade de negócio. Em consequência desse avanço, o gestor não precisa perder tempo buscando informações em diferentes planilhas até encontrar a resposta que precisa.


2. Produtividade


O que nos leva a falar de produtividade. Pois, quando atividades repetitivas e, muitas vezes, monótonas, são automatizadas, os colabores, além de ficarem mais felizes, se tornam mais produtivos. Também, a mão de obra humana, antes destinada àquela atividade, pode ser remanejada para algo que exija mais criatividade e jogo de cintura, por exemplo.


3. Gastos


Então, o corte de gastos se torna uma consequência inevitável. Com a economia de tempo e mão de obra gerada pela automatização, os custos caem drasticamente. Fora a questão de que quando algumas tarefas, como coleta e análise de dados, não são realizadas por pessoas, a probabilidade de erro é muito menor. Isso diminui o risco de a empresa perder dinheiro com decisões erradas.


4. Liderança


Os líderes agradecem as evoluções. Pois, com a automatização das tarefas, sobra tempo para se dedicarem aos seus subordinados, assim como à coordenação de novos projetos. Seu tempo deixa de ser gasto com processos repetitivos e burocráticos, para se concentrar em questões mais compatíveis com seu cargo, visando conforto pessoal e desenvolvimento da empresa.


5. Competitividade


Empresas tecnológicas são mais competitivas. É fato que a tecnologia acelera, barateia e otimiza os processos, além de tornar o trabalho melhor para o colaborador. Portanto, empresas que utilizam dela tendem a obter produtos superiores, mais baratos e em menos tempo. Ainda, os funcionários passam a utilizar seu potencial de forma correta, auxiliando no crescimento saudável da organização. Assim fica difícil de competir.


Empresas que utilizam tecnologia em sua gestão produzem mais, em menos tempo e com maior qualidade. Bem como, incentivam o melhor do colaborador, o que as tona mais suscetíveis ao sucesso. Portanto, companhias não tecnológicas tendem a perder ainda mais espaço no mercado e ficarem para trás dos seus concorrentes.


Então, que tal agilizar os processos da sua empresa utilizando tecnologia? A Econ360 te ajuda com isso. Não perca tempo e entre em contato com a gente!


25 visualizações0 comentário

Comments


bottom of page